Qual a importância do Gestor de Recursos Humanos numa empresa?

Qual a importância do Gestor de Recursos Humanos numa empresa?

“Você pode sonhar, projetar, criar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo, mas é preciso pessoas para tornar o sonho realidade”

Walt Disney

Imagine um formigueiro. Imagine toda aquela azáfama das formigas para trás e para a frente, com pedacinhos de comida às costas ou paus minúsculos para ajudar a decorar a “casa”. Cada uma tem a sua função e cada uma foi “contratada” para exercer essa mesma função, tendo naturalmente a sua importância dentro do formigueiro. 

Uma empresa é um formigueiro e o Gestor de Recursos Humanos contrata e gere pessoas, mas o seu trabalho não fica só por aqui: também implementa e dinamiza o talento de cada colaborador para que os resultados apareçam.

A ideia de que o Gestor de RH só existe para contratar ou dispensar colaboradores, é coisa do passado. Hoje, ser Gestor de RH é ter um papel predominante dentro de uma empresa.

Ora veja:

1. Reter talentos – Não é só abrir uma vaga na empresa e ocupar o lugar. Um bom Gestor de RH tem de conhecer a cultura da empresa, procurar a pessoa certa e conseguir fazer o “match” perfeito entre o cargo e as necessidades do potencial novo colaborador. Parece simples, mas é, muitas vezes um difícil puzzle de milhares de peças onde nunca se encontra a certa.

2. Organizar formações e workshops para melhoria das capacidades dos novos e antigos colaboradores. Peça de puzzle encontrada, é preciso dar-lhe as ferramentas para se adaptar à posição. É, assim, função do Gestor dar-lhe a conhecer a empresa, o seu funcionamento e cultura, mas também oferecer-lhe a formação necessária para o melhor desempenho da sua função. Para além desta preocupação com o novo colaborador, o Gestor também tem de estar a par das necessidades dos colaboradores mais antigos e dar-lhes a oportunidade, através de formações e workshops, para poderem desenvolver-se tanto a nível profissional como pessoal.

3. Gerir conflitos. Seja no tal formigueiro ou numa empresa, é normal: os conflitos vão existir. Para além do mal-estar que isso provoca, acaba por poder impactar de forma negativa os resultados da empresa. Aqui, o papel do Gestor de RH é avaliar e trazer soluções para esses conflitos, tal como desenvolver ações para que essas discussões não saiam do controle e afetem o bom funcionamento da empresa.

4. Analisar o clima organizacional. O Gestor de RH tem também como função avaliar o ambiente de trabalho e descobrir quais são os pontos que devem ser melhorados. Fazer esta análise é ter a oportunidade de descobrir quais os factores internos e externos que estão a interferir na produção dos funcionários. Com os dados sobre as equipas, é possível verificar como está o nível de satisfação dos colaboradores diante da organização.

Para saber mais sobre Gestão de Recursos Humanos, partilhamos algumas sugestões de livros, filmes e documentários sobre esta área tão apaixonante:

  • “O Diabo veste Prada” – este filme, onde Meryl Streep interpreta uma executiva autoritária e exigente, mostra que o emprego dos sonhos nem sempre é como desejamos. Vários factores, como competitividade entre colegas e excesso de trabalho, acabam por influenciar a vida pessoal, causando mal-estar. O filme é um alerta para a relevância do bom clima organizacional.
  • “Os Sistemas de Recompensas e a Gestão Estratégica de Recursos Humanos” – este livro, escrito por Pedro B. da Camara, alia uma perspectiva teórica a uma forte componente prática, disponibilizando um conjunto de ferramentas de gestão que apoia os decisores.
  • “Obrigado pelo feedback: A ciência e a arte de receber bem o retorno de chefes, colegas, familiares e amigos” – da autoria de Sheila Heen e Douglas Stone, este livro ensina-nos a tirar o melhor dos comentários de chefes, colegas de trabalho, parceiros e amigos com ferramentas simples e modernas.
  • “Happy” – o documentário, de Roko Belic, foi realizado em vários países com culturas completamente diferentes com o objetivo de entender as causas da felicidade genuína. É importante reconhecer que o papel de um profissional de RH também inclui a preocupação com a felicidade dos seus líderes e da equipa. A procura por profissionais felizes e equilibrados está a aumentar no mercado moderno e é notório que bons resultados normalmente estão vinculados ao bem-estar.

 

Por fim, sugerimos que visite o nosso site onde também pode ficar a conhecer melhor o trabalho que desenvolvemos na área de Recrutamento, Consultoria de Carreira e Consultoria Estratégica de RH. Mas não vá de férias, se for o caso, sem antes programar as formações que vai fazer quando regressar. Seja na área da Escrita, da Liderança ou do Atendimento ao Público, temos várias ofertas, todas elas facultadas por especialistas de cada área.

Se tiver algum assunto sobre o qual tem dúvidas e sente que podemos ajudar a esclarecer, contacte-nos.

Obrigada,

Be Talent Consulting

Ao subscrever a nossa newletter, concorda que os seus dados sejam guardados e utilizados para envio da newsletter